Primeiros Passos para passar por um procedimento Cirúrgico

Etapas e Orientações para realizar cirurgia plástica

A consulta médica é o primeiro passo concreto para quem decide realizar um a cirurgia plástica. Após a escolha de um médico qualificado, o paciente deve encarar a consulta como um momento de expor aquilo que esteticamente mais o incomoda. Diante disso, o relacionamento com o médico escolhido deve ser o mais sincero e completo possível, pois somente assim o profissional poderá compreender e satisfazer todos os anseios de  seu paciente.

Uma orientação importante para ter êxito nas primeiras avaliações, ou seja , conseguir explicar ao médico, de uma forma clara e sem preconceitos, a insatisfação estética é não levar acompanhantes à consulta. Isso porque, por mais íntimo que seja o acompanhante, o mesmo pode tirar, não intencionalmente, a liberdade do paciente em traduzir o que mais lhe desagrada em sua face ou em seu corpo. O “defeito” que se considera ter, muitas vezes, é escondido ou camuflado perante às pessoas mais próximas que nos rodeiam. Apenas o paciente reconhece os principais constrangimentos que vivencia devido àquele problema estético e somente ele sabe quais resultados pretende atingir; por isso, um acompanhante pode inibir essa “total exposição” frente ao médico, prejudicando o planeja mento e o resultado da cirurgia plástica.

Outra postura essencial em uma consulta médica é “não levar o remédio que você quer que o médico receite”. Isso significa que, após a avaliação e a conversa detalhada com o paciente, o médico é quem definirá o procedimento cirúrgico mais indicado.

Para se submeter a um tratamento de cirurgia estética, quatro etapas devem ser desenvolvidas com cautela na primeira consulta. São elas:

  • O paciente tem que se sentir extrema mente incomoda do com o “defeito” estético que considera possuir. Chegar a odiar e a não suportar conviver com este fato;
  • Na presença desta insatisfação e na comprovação da existência pelo profissional, serão apresentadas as soluções que a cirurgia plástica oferece para resolver total ou parcial mente o problema estético do paciente. O especialista explicará os prós e contras  dos
  • O especialista necessita examinar o paciente, para identificar se a queixa realmente existe. Isso porque o ser humano em sua auto-avaliação é muito severo e enxerga defeitos enormes onde na realidade não os tem. Com a frieza da análise profissional, o médico determinará se aquele problema que o paciente se queixa realmente existe;
  • A última etapa requer tempo e não é concluída na primeira consulta. É a reflexão que o paciente fará sobre tudo que foi explicado pelo cirurgião.  Nesta análise, surgirão novas dúvidas, as quais devem ser esclarecidas  pelo   mesmo   especialista   na   próxima

Está gostando? Então Compartilhe 😉

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram